Democratização do acesso á internet e às novas tecnologias – olá Magalhães?

Sem comentários Novidades

Em 2008, o governo de José Socrates lançou um projecto pioneiro e que lhe valeu louvores por todo o mundo. Nesse mesmo ano, no início do período lectivo em Setembro, chegaram às escolas um pouco por todo o país milhares de unidades do agora famoso computador Magalhães. Em 2010 sairia a segunda versão. Agora o nosso governo prepara-se para se lançar numa nova e bem mais arrojada aventura tecnológica.

novoprojetomagalhaes

O passado como inspiração

O objectivo era claro, aproximar os alunos portugueses das novas tecnologias, independentemente do ambiente financeiro em que se encontravam inseridos. A verdadeira democratização das novas tecnologias.

Em 2020, face à pandemia do Covid-19, a democratização das novas tecnologias é mais uma vez um tema de extrema importância especialmente ao termos em consideração a sua importância no ensino. Com todos os alunos em casa, é necessário encontrar uma solução para terminar o ano lectivo. Seria tudo muito mais simples se todos tivessem uma ligação de internet estável e um computador ou tablet. Infelizmente, tal ainda não é uma realidade em vários lares portugueses.

Por esse motivo e indo à procura de inspiração no projecto Magalhães, o nosso governo faz a promessa de quem em breve todos os alunos portugueses terão acesso a meios que lhes possibilitem a utilização da internet como ferramenta de ensino. 

O intuito não é apenas fornecer um tablet ou um computador a cada aluno em idade escolar em Portugal, mas também garantir a existência por todo o nosso país de um acesso à rede de qualidade. A promessa é já para Setembro de 2020. 

Assumimos um objetivo muito claro: vamos iniciar o próximo ano letivo assegurando o acesso universal à rede e aos equipamentos a todos os alunos dos ensinos básico e secundário

É muito mais do que ter um computador ou um tablet. É ter isso e possuir acesso garantido à rede em condições de igualdade em todo o território nacional e em todos os contextos familiares, assim como as ferramentas pedagógicas adequadas para se poder trabalhar plenamente em qualquer circunstância com essas ferramentas digitais” 

António Costa, PM

Para terminar o ano lectivo em vigor, o Primeiro-ministro prometeu também apoio aos alunos em situações mais desfavorecidas. As autarquias um pouco por todo o país activaram também protocolos para tentar garantir que nenhum aluno fica para trás. 

Tecnologia para todos

O tema da democratização das tecnologias estava já bastante em voga, mas adquiriu toda uma nova dimensão por conta das condições extraordinárias em que nos encontramos. É cada vez mais importante valorizar a utilização correcta das tecnologias, assim como o ensino das mesmas. Aproveitemos então este momento de pausa para a avaliar o nosso futuro e para precavermos situações como aquela em nos encontramos. 

Adicionar novo comentário